O que avaliar antes de escolher cadeira ergonômica para escritório?

Quem trabalha muito tempo sentado, talvez já tenha sentido dores na coluna, nos braços e nas pernas, e não se deu conta de que isso podia estar relacionado à postura.

Além disso, em algum momento, essas dores podem até ter impedido a pessoa de trabalhar ou ter reduzido sua produtividade. Por isso, escolher uma cadeira ergonômica adequada é fundamental.

Comprovadamente, a rotina do trabalho pode provocar uma série de doenças, como tendinites (no ombro, no cotovelo e no punho), lombalgias (na região lombar) e mialgias (dores musculares).

Neste sentido, foram elaborados dois termos para classificá-las: LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e Dort (Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho).

Da mesma forma, a legislação também buscou minimizar os problemas resultantes da má postura e criou normas que estabelecem as regras para que determinado modelo de cadeira seja considerado correto do ponto de vista ergonômico e, assim, não ofereça riscos à saúde do trabalhador.

Com base em tudo isso, apresentamos algumas dicas essenciais do que você deve avaliar antes de definir a cadeira que vai usar no seu escritório ou no seu home office. Continue a leitura e confira!

Assento

Segundo a NR-17, a altura da cadeira deve ser ajustável à estatura do usuário. O ajuste, em relação ao piso, deve ser entre 37 e 50 centímetros. A profundidade correta do assento deve ter de 38 a 46 centímetros, medindo-se da borda da frente (que deve ser arredondada) até a borda de trás, e sua largura não pode ser menor que 40 centímetros.

A base precisa ter pouca ou nenhuma conformação, e ser estofada com material de densidade entre 40 e 50 kg/m³. Solicite a informação ao vendedor ou fabricante sobre esse item. Além disso, o material usado deve permitir a eliminação natural do suor.

Encosto

O encosto da cadeira deve ser anatômico, ter altura ajustável e forma levemente adaptada ao corpo para proteger a região lombar. Também tem que se ajustar no sentido ântero-posterior, ou seja, deve ter regulagem de inclinação. A largura mínima deve ser de 30,5 centímetros e as costas devem se ajustar perfeitamente ao encosto.

Rodízios

A cadeira deve estar apoiada em cinco pés, com rodízios resistentes ou com travas que evitem deslocamentos involuntários e que não comprometam a instabilidade do produto. Uma boa forma de garantir que a cadeira não vai sair “andando sozinha” é testá-la antes da compra.

Apoios

Os apoios de braços precisam ser reguláveis em altura de 20 a 25 centímetros a partir do assento, sendo que seu comprimento não deve interferir na aproximação com a mesa ou na execução das tarefas. Esse item é obrigatório apenas para atendimento de telemarketing.

No entanto, se você optar por ter os apoios, teste a cadeira em uma mesa de modelo igual ou parecido ao qual será usada, para verificar se eles não atrapalham na aproximação a ela.

Além de verificar todas essas características, certifique-se de que a cadeira ergonômica é confortável para quem vai utilizá-la (seja você ou outra pessoa do escritório), se o acabamento é bem feito e, claro, se ela combina com o restante da decoração.

Visite nosso site e encontre uma grande variedade de modelos que seguem as regras de ergonomia e que, certamente, ficarão perfeitos junto à sua mesa de trabalho.

Share Button
spacer

Leave a reply