Estofados antialérgicos: cuidados e como escolher o tecido correto

Em casa de alérgicos, todo cuidado é pouco com tapetes, cortinas e pelúcias. Como esses objetos acumulam poeira, viram o lugar perfeito para os ácaros. Com os sofás e poltronas não é diferente. Por isso, saber escolher o tecido é muito importante.

Você não precisa deixar a beleza de lado. Hoje, há diversas opções de estofados antialérgicos no mercado, com cores e estampas lindas. Saiba como escolher o tecido certo e quais cuidados tomar. Confira!

1. Quais estofados antialérgicos devo escolher?

O sofá de couro sintético, que imita o original, é o que oferece menos risco de acúmulo de poeira e pode ser limpo com pano úmido regularmente. Para retirar manchas, utilize algodão com álcool na região manchada e depois passe o pano úmido.

Para quem tem animais de estimação, o material também é o mais recomendado porque não retém cheiro, não adere aos pelos e é mais difícil de rasgar.

A desvantagem é que o material sintético estimula a transpiração e pode “grudar” no corpo. Então, se a sua sala de estar é muito quente, procure usar uma capa em tecido antialérgico e retire sempre que possível para lavá-la.

Existem outros materiais como linho e algodão, que são hipoalergênicos (baixo risco de causar reações alérgicas), mas não secam tão rápido quanto o couro sintético.

2. Quais tecidos são os menos indicados?

Tecidos aveludados, como veludo e flanela, são os menos indicados para quem tem alérgicos em casa. Os estofados feitos com este material acumulam pó, retêm cheiro e são de difícil manutenção. Precisam ser aspirados constantemente.

O chenille, que é muito parecido com o veludo, também acumula poeira. Outro tecido com características parecidas é o suede, que é bastante agradável ao toque. Como são bonitos e bastante comuns em estofados, se optar por um deles, prefira modelos com assentos e encostos removíveis, que possam ser retirados para limpeza e colocados ao sol.

3. Quais são os cuidados recomendados?

Em primeiro lugar, busque colocar o sofá em um espaço que receba luz solar e pouca ou nenhuma umidade. Isso já vai reduzir as condições para o aparecimento de ácaros, pois estes inimigos da saúde detestam a claridade e não se reproduzem em ambientes secos. Se não for possível, coloque almofadas, assentos e encostos ao sol uma vez por semana.

Lave mantas e capas e seque-as ao sol quinzenalmente. Aspire o sofá duas ou mais vezes por semana. Limpe-o com uma escova de cerdas levemente umedecida ou com um pano úmido em uma solução de 200ml de vinagre para 4 litros de água. Se for de couro, sintético ou não, basta passar o pano com água apenas e depois secar com outro.

Use um bom aspirador, com níveis altos de retenção do pó. Os ideais são aqueles que possuem filtro HEPA (sigla em inglês para High Efficiency Particulate Air, algo como “Partículas de Ar de Eficiência Alta”), ou seja, são filtros que retêm micropartículas.

Sempre procure por estofados antialérgicos e não se esqueça de usar os mesmos cuidados em tapetes e cortinas. Quem tem rinite e outras alergias deve evitar, ainda, ter plantas ornamentais de folhas largas, que acumulam poeira.

Se você gostou destas dicas, curta nossa página no Facebook para ter acesso a mais conteúdo e ficar por dentro das novidades em decoração!

Share Button
spacer

Leave a reply